Sexta, 17 de Setembro de 2021
28°

Poucas nuvens

Pendências - RN

Anúncio
Brasil Crime

Caso Henry: atitude da mãe após a morte do garoto chama a atenção; ‘no final do dia’

Leniel deu entrevista ao canal de Antonia Fontenelle no YouTube; assista ao vídeo.

25/03/2021 às 10h47 Atualizada em 25/03/2021 às 10h53
Por: Paulinho porto
Compartilhe:
Caso Henry: atitude da mãe após a morte do garoto chama a atenção; ‘no final do dia’
Caso Henry: atitude da mãe após a morte do garoto chama a atenção; ‘no final do dia’

Leniel Borel, pai do garoto Henry Borel, deu entrevista ao canal de Antonia Fontenelle, no YouTube, e contou alguns detalhes sobre a morte do filho. O menino Henry morreu na madrugada do dia 8 de março, uma segunda-feira, depois de ter passado o fim de semana com o pai e ser entregue para a mãe.

 

A professora Monique Medeiros, mãe do garoto, mora em um apartamento da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, com o menino e o namorado, Jairo Souza Santos, o vereador Dr. Jairinho. A morte é investigada pela Polícia Civil.

Leniel contou na entrevista tudo o que aconteceu, na versão dele, desde a entrega do filho, na noite de domingo, até a receber a notícia de que o menino estava no hospital. Leniel contou que ajoelhou no hospital e pediu para os médicos não desistirem de reanimar o menino.

Na entrevista, Leniel contou que depois que o filho morreu, ele realizou alguns trâmites legais no hospital, na delegacia e aguardou o corpo ser levado para o Instituto Médico Legal, já na manhã de segunda-feira. “Eu fiquei até umas oito horas da noite naquele dia (no IML)”, contou.

Leniel aguardava o laudo do IML para saber o que aconteceu com o filho. Fontenelle questionou onde estava a mãe e o padrasto do garoto. “A Monique chegou no IML no final do dia quando eu já estava recebendo o laudo final”, contou Leniel. “O padrasto não esteve lá”, afirmou.

O pai de Henry também contou estar se martirizando porque havia entregue o filho muito nervoso no dia anterior. O menino queria ficar com o pai. Leniel contou que achou que o menino pudesse ter tido um ataque cardíaco.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários